Editor: Henrique Magalhães
Rua Maria Elizabeth, 87/407
João Pessoa, PB. 58045-180
Brasil
Tel: (83) 8885.1211

Pedidos por transferência ou depósito bancário:
Banco do Brasil
Agência 1619-5
Conta 41626-6.

O preço das publicações já inclui a postagem como carta simples.

Envie por e-mail o número da agência onde for feito o depósito, seu pedido  e o endereço para entrega.

Contato
editora@marcadefantasia.com
www.marcadefantasia.com











Elegia

Elegia
Edgar Franco
Série Corisco, nº 4.
João Pessoa: Marca de Fantasia, 2005. 28p. 14x20cm. R$12,00. Acompanha o CD "Aborym-Elegia", com três músicas, 15,24min.
ISBN 85-87018-49-3

Edgar Franco é um prolífico criador não só de histórias em quadrinhos, mas de uma obra que perpassa diversas expressões artísticas. O resultado é um produto gráfico dos mais instigantes, uma mistura equilibrada de arte visual com poesia, gerando um tipo de história em quadrinhos que não se enquadra nos gêneros convencionais. Esta mistura pode ser definida como quadrinhos poéticos para uns, ou quadrinhos poético-filosóficos, para outros. O certo é que as histórias de Edgar estão repletas de simbologias e indagações metafísicas, que dão ao seu trabalho uma personalidade inconfundível e inigualável.

Como afirma o autor, Elegia nasceu da tentativa de narrar a saga de uma vida e de muitas das dúvidas existenciais de um ser humano, metaforizado na figura fantástica/mítica do centauro, evidenciando um de seus aspectos simbólicos: o da conexão direta entre homem e natureza/cosmos.

Com participação intensiva no meio independente já há muitos anos por meio de centenas revistas e fanzines, Edgar lançou-se mais uma vez no desafio da restrição do espaço para desenvolver sua HQ, exercitando seu poder de síntese. Desafio hipertrofiado ao se considerar que esse tipo de quadrinhos exige um sem número de referências e uma contextualização que extrapola as HQ convencionais.

Em Elegia, os três capítulos têm como tema liberdade, amor e morte, contudo a história flui livremente. Edgar trabalha o texto mais em sua dimensão poética do que em prosa, deixando que símbolos e arquétipos fossem incorporados sem censura às imagens.

A HQ se faz acompanhar de um registro sonoro, uma obra à parte, mas inspirada no clima do universo mítico da história. Para a composição das músicas foram convidados Grim e Naberius, músicos da conceituada banda de black metal sinfônico Eternal Sacrifice e do projeto de dark atmospheric “Aborym”. Para Edgar, a ideia não era a criação de uma trilha sonora, pois umas das características das HQs é o tempo de leitura individual que não deve ser limitado pela temporalidade musical; a ideia era que criassem uma peça independente, uma nova obra baseada na HQ, mas com toda a riqueza e liberdade possíveis. O resultado, como afirma o autor, é uma releitura emocionante através dos climas gerados pelo som, esta entidade invisível que tanto nos maravilha.

H. Magalhães

   Mais revistas da série Corisco pela Marca de Fantasia
Kário: dívida de sangue
Jean Okada
2004. 36p. 14x20cm.
HQ que ressalta o companheirismo e a aventura.
Osvaldo
Edgard Guimarães & Antonio Eder
2006. 36p. 14x20cm.
Aventuras de um ex-coelho de laboratório.
Metrópoles
Leonardo Santana & Maurício Fig
2008. 40p. 14x20cm.
Histórias autorais em cenário urbano.
Katita: o preconceito é um dragão
Anita Prado & Ronaldo Mendes
2010. 32p. 14x20cm.
Tiras sobre a homossexualidade feminina.
Katita: maré-cheia... de sereia
Anita Prado & Ronaldo Mendes
2012. 28p. 12x18cm.
O universo da homossexualidade feminina nas tiras de Katita.




 INDEX  EDITORIAL  ÁLBUNS  LIVROS  REVISTAS  CAMARADAS