Em 2015 Maria teve seu primeiro álbum internacional, pela prestigiosa editora Polvo, de Lisboa. Com este, ganhou o prêmio de melhor publicação humorística no Festival Internacional de BD de Amadora, Portugal

 

Seu nome próprio... Maria! Seu apelido, Lisboa!


Henrique Magalhães
Lisboa: Polvo, 2015.
56p. 16,5x22cm. R$ 20,00
ISBN 978-989-8513-50-2


A Banda Desenhada de humor sempre teve grande relevância no Brasil. Em 1867, o ítalo-brasileiro Angelo Agostini lançava no Rio de Janeiro As Cobranças, a sua primeira história ilustrada na revista O Cabrião e, logo em seguida, As aventuras de Nhô-Quim ou impressões de uma viagem à Corte, no jornal Vida Fluminense, em 1869. Contudo, foi na década de 1970 que a produção de tiras humorísticas se difundiu pelo país, mantendo a verve crítica e contestatária que a caracteriza.

Maria é fruto desse período, nasceu em 1975 no estado da Paraíba, Nordeste do Brasil, em pleno regime militar. Inspirada nas tiras críticas que circulavam nas publicações alternativas, a personagem, que inicialmente era uma solteirona em busca de companhia, logo se foi posicionando na luta contra a ditadura militar, o cerceamento das liberdades políticas, a censura, bem como contra os costumes arcaicos que estruturavam uma sociedade machista, racista, homofóbica e conservadora.

Foi uma transição natural, seguindo o amadurecimento do autor, que se engajava em movimentos sociais, como o estudantil, e as ditas “minorias”, em particular o movimento gay. Maria tornou-se porta-voz de boa parte de uma geração que compartilhava as angústias e esperanças de transformação, procurando construir no grito e na coragem um melhor porvir.

Esta edição de Maria, que comemora seus 40 anos, mostra uma selecção de tiras que percorre várias fases de criação mas, sobretudo, apresenta a produção mais recente, com histórias que mostram a Maria de sempre, mas renovada nas suas temáticas, que reflectem os conflitos quotidianos.

Seu nome próprio... Maria! Seu apelido, Lisboa! é uma edição muito especial para a personagem e para o autor. Apesar de já ter circulado no semanário português Algarve Região, de Faro, na década de 1990, e no fanzine La bouche du monde, em Narbonne, França, Maria não tinha ainda uma edição em livro fora do Brasil, o que se concretiza agora com a parceria entre as editoras Polvo, de Portugal, e a Marca de Fantasia, do Brasil. Que Maria encante o público português como o fez com o brasileiro, mas que, antes de tudo, faça refletir sobre as idiossincrasias de cada um!

Henrique Magalhães, Rui Brito

Maria - Henrique Magalhães


 Mais Maria pela Marca de Fantasia
Maria: espirituosa há 30 anos
Henrique Magalhães
2005.
Compilação de tiras da irreverente Maria.
Maria: olhai os lírios no campo
Henrique Magalhães
1998.
Tiras sobre os conflitos do quotidiano e luta das minorias.
Maria: quarentona, mas com tudo em cima
Henrique Magalhães
2015.
Coletânea de tiras de Maria.
Maria Magazine
N. 5. Junho de 2014. Tiras de Henrique Magalhães, Thaïs Gualberto e Edgard Guimarães.
Maria Magazine
N. 7. Maio 2016. Tiras de Henrique Magalhães e Igor Tadeu.


Marca de Fantasia
Outubro de 2017

  Editor: Henrique Magalhães
  Rua Maria Elizabeth, 87/407 João Pessoa, PB. Brasil. 58045-180
  Tel.: (83) 998.499.672

  
  Pedidos por transferência ou depósito bancário:
  Banco do Brasil.
  Agência 1619-5, Conta 41626-6.
  Envie por e-mail cópia do comprovante de depósito e o endereço para entrega.

  Contato: marcadefantasia@gmail.com
  www.marcadefantasia.com