Renato Donisete trabalha a disciplina de Educação Física por meio dos fanzines. Ele faz o relato desta experiência neste trabalho.

 

Fanzine na Educação:
algumas experiências em sala de aula


Renato Donisete Pinto
João Pessoa: Marca de Fantasia, 2013. 56p. 13x19cm.
ISBN 978-85-7999-083-0

Este trabalho tem raízes na paixão. Primeiro a paixão do autor pela música punk, depois pelos fanzines. Então, Renato Donisete descobriu que poderia fazer uma publicação autoral, de baixo custo, auto-editada, com espaço aberto para a criação e que poderia comunicar-se, desta maneira, com sua comunidade de interesse comum. Assim, em setembro de 1990 nasceu o fanzine Aviso Final, um fanzine para divulgar o trabalho de bandas punks independentes. Este fanzine existe até hoje, tendo inclusive ido além das terras brasileiras e possibilitou ao seu autor tornar-se um fanzineiro, viver a experiência do fanzinato, trabalhar na perspectiva da produção/animação/re-invenção cultural.

Ora, como explicar uma produção permanente de mais de vinte anos a não ser pela paixão? Que relacionamento mantém-se viçoso, aceso, fogoso, criativo e prazeroso se não existe mais paixão? Normalmente quando a paixão acaba então viceja a burocracia, o fogo acaba e os olhos deixam de brilhar. Não é o caso de Renato Donisete e de seu Aviso Final. Ao fazê-lo, refazê-lo e reinventá-lo, alimentando-o e dele se alimentando durante todo este tempo, pode ousar novas práticas fanzineiras em outros ambientes culturais, como é o caso da escola, onde atua como professor de Educação Física.

E aqui outra paixão do autor: a vida do ser humano; o corpo; o movimento; o pensamento crítico que não se resume à racionalidade, mas que é corpo; a autonomia; a vida cidadã; os processos educativos escolares que permitam a formação de cidadãos e cidadãs interessados/as numa sociedade com capacidade de permanente re-invenção e justiça para todos e todas. Objetivos grandes demais, alguém dirá. Mas que se perseguem também com “pequenos” construtos culturais, como é o caso dos fanzines, capazes de provocar espanto, reflexão, indignação, rebeldia e transformações, por menores que sejam.

Destas paixões e do trabalho numa escola municipal paulistana, de viés democrático e participativo, surgiu a possibilidade de Renato Donisete trabalhar a disciplina de Educação Física por meio dos fanzines. Ele faz o relato desta experiência neste trabalho.

Trechos do prefácio de Elydio dos Santos Neto para a obra


 Mais sobre fanzines pela Marca de Fantasia
O rebuliço apaixonante dos fanzines
Henrique Magalhães
A trajetória dos fanzine no Brasil em nova edição revista e reformulada.
A nova onda dos fanzines
Henrique Magalhães
A história dos fanzines e publicações independentes no Brasil.
A mutação radical dos fanzines
Henrique Magalhães
A inserção dos fanzines nas mídias eletrônicas e digitais.
Fanzine como obra de arte: da subversão ao caos
William de Lima Busanello
Os fanzines e sua relação com as artes.
O inventor do fanzine: um perfil de Edson Rontani
Gonçalo Junior
Relato sensível sobre os bastidores da criação do fanzine e seu autor.


Marca de Fantasia
Janeiro de 2018

  Editor: Henrique Magalhães
  Rua Maria Elizabeth, 87/407 João Pessoa, PB. Brasil. 58045-180
  Tel.: (83) 998.499.672

  
  Pedidos por transferência ou depósito bancário:
  Banco do Brasil.
  Agência 1619-5, Conta 41626-6.
  Envie por e-mail cópia do comprovante de depósito e o endereço para entrega.

  Contato: marcadefantasia@gmail.com
  www.marcadefantasia.com