Marca de Fantasia - uma editora em independente

A Marca de Fantasia é uma editora independente dedicada às Histórias em Quadrinhos, Artes, Comunicação, Linguística e à Cultura Pop (expressões da Indústria Cultural, como séries televisivas, ficção científica, rádio, música popular etc.).

Criada em 1995 por Henrique Magalhães, a editora é o resultado de sua experiência com a edição de revistas e fanzines, além de estudos acadêmicos. Faz parte desse histórico desde a década de 1970 a publicação de vários números da revista em quadrinhos Maria, dos fanzines Marca de Fantasia e Nhô-Quim, e a realização de Mestrado e Doutorado sobre o universo dos fanzines.

Desde sua fundação a Marca de Fantasia constituiu-se numa atividade do Grupo Artesanal – entidade sem fins lucrativos sediada em João Pessoa –, e como projeto de extensão do Departamento de Comunicação da UFPB. Em 2008 a editora migrou para o Programa de Pós-Graduação em Comunicação dessa Universidade, onde vem contribuindo com sua produção editorial.

Em 1 de outubro de 2013, visando mais autonomia, foi criada a Associação Marca de Fantasia constituindo-se em entidade jurídica sem fins lucrativos com CNPJ 19.391.836/0001-92, da qual fazem parte Henrique Magalhães como presidente e a diretoria, composta por pesquisadores do Grupo de Pesquisa em História em Quadrinhos do Mestrado em Comunicação da UFPB. A editora Marca de Fantasia é uma das atividades da associação, que visa também a promoção de seminários, exposições, produções audiovisuais, o Memorial da História em Quadrinhos da Paraíba (www.memorialhqpb.org) e outros eventos afins.

Algumas parcerias são firmadas entre a Marca de Fantasia e grupos de pesquisa de outras instituições de ensino do país, a exemplo do Labedisco - Laboratório de Estudos do Discurso e do Corpo -, da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, de Vitória da Conquista, com quem desde 2011 lança a revista eletrônica O Corpo é Discurso, dirigida pelo.

Já em 2016, a Marca de Fantasia iniciou a parceria editorial com o Grupo de Pesquisa em Cultura Pop, Comunicação e Tecnologias (Cultpop), ligado ao Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos), Rio Grande do Sul. O objetivo é publicar, pela editora, pesquisas promovidas pelos integrantes do grupo, sejam elas trabalhos de conclusão de curso, dissertações ou teses de doutoramento. Com a parceria, a professora doutora Adriana Amaral, coordenadora do grupo, passa a integrar nosso conselho editorial.

Diretor:
Henrique Magalhães - Programa de Pós-Graduação em Comunicação (UFPB)

Conselho Editorial:

Adriana Amaral - Programa de Pós-Graduação em Comunicação, Unisinos, São Leopoldo, RS
Adriano de León - Programa de Pós-Graduação em Sociologia, UFPB, João Pessoa, PB
Alberto Pessoa – Programa de Pós-Graduação em Comunicação, UFPB, João Pessoa, PB
Edgar Franco - Programa de Pós-Graduação em Cultura Visual, UFG, Goiânia, GO
Edgard Guimarães - Instituto Tecnológico de Aeronáutica, ITA, São José dos Campos, SP
Gazy Andraus - Gazy Andraus, Departamento de Pedagogia, UEMG, Campanha, MG
JJ Domingos - Departamento de Letras e Artes, UEPB, Campina Grande, PB
Marcelo Bolshaw – Programa de Pós-Graduação em Estudos da Mídia, UFRN, Natal, RN
Marcos Nicolau- Programa de Pós-Graduação em Comunicação, UFPB, João Pessoa, PB
Nílton Milanez, Programa de Pós-Graduação em Linguística, UESB, Vitória da Conquista, BA
Paulo Ramos - Programa de Pós-Graduação em Letras, UNIFESP, São Paulo, SP
Roberto Elísio dos Santos - Mestrado em Comunicação, USCS, São Caetano do Sul, SP
Waldomiro Vergueiro - Prog. de Pós-Graduação em Ciências da Comunicação, USP, São Paulo, SP
Wellington Pereira - Programa de Pós-Graduação em Comunicação, UFPB, João Pessoa, PB

Projeto editorial

A Marca de Fantasia visa prestigiar os novos autores brasileiros favorecendo os trabalhos experimentais, críticos e reflexivos, além de estabelecer o intercâmbio com a produção independente de outros países. Seu processo de produção é artesanal, com pequenas tiragens progressivas, mas com atenção à qualidade gráfica.

A editora busca contemplar a publicação de álbuns, livros e revistas, num trabalho conjunto com autores e leitores, que participam de forma colaborativa de seu projeto editorial. Por sua vez, esses três eixos de atuação dividem-se em várias séries, que abrangem uma vasta gama temática e cultural.

Álbuns

Os álbuns caracterizam-se pelas obras densas, geralmente com lombada quadrada e capa cartonada, diferenciando-se do fascículo ou da revista. Apesentam histórias longas ou coletânea de histórias curtas ou tiras; pode trazer HQ de vários gêneros: ficção científica, poéticos, humorísticos, aventuras etc. Além dos títulos avulsos já lançados (Fora de série), foram criadas as seguintes séries:

Biografix, coordenada conjuntamente com o quadrinista Wellington Srbek, para abrigar o resgate do trabalho dos mestres dos quadrinhos brasileiros.
Repertório, apresenta os novos trabalhos de autores contemporâneos.
Das tiras coração, em parceria com Edgard Guimarães. Visa fazer o registro e dar visibilidade às tiras produzidas em todo o país, mas que têm circulação local ou restrita.

Livros

O projeto editorial também contempla a edição de livros com ensaios e dissertações. Além dos títulos avulsos (Fora de série), esta linha editorial viria se consolidar com as séries
Quiosque, de livros de bolso sobre Quadrinhos e fanzine, alcançando grande interesse do público acadêmico.
Veredas, de ensaios sobre Comunicação, Artes e Linguística.
Periscópio. Atender à produção acadêmica da Graduação e Pós-Graduação em Comunicação e outras áreas das Ciências Humanas

Em 2009 a editora passou a publicar versões eletrônicas de seus livros – os chamados ebooks –, disponibilizando-os em seu sítio na internet gratuitamente ou com preços simbólicos. O objetivo é a experimentação de novas linguagens editoriais, bem como maior difusão de suas obras. Alguns ebooks são versões digitais das edições impressas, mas muitos livros já são produzidos exclusivamente nesse formato, o que oferece novas possibilidades de leitura e permite a exploração de outros campos de estudo.

Revistas

A revista Tyli-Tyli, depois chamada Mandala, marcou a cena das publicações independentes no país como a única revista voltada unicamente para os quadrinhos poéticos e filosóficos. Havia em meados da década de 1990 uma forte produção de quadrinhos autorais com predominância da linguagem poética e conteúdo filosófico, intimista ou metafísico, seja na expressão textual, seja na representação visual. Flávio Calazans, que emprestou o nome de sua personagem para o título da revista, é um dos artífices dessa linguagem, ao lado de Edgar Franco e Gazy Andraus. O impacto da publicação gerou estudos acadêmicos e fomentou o surgimento de outros autores. A revista chegou ao número 13, com o saldo de dezenas de autores publicados e várias expressões gráficas pessoais.

O desenvolvimento do projeto da editora levou à criação de outras revistas, como a Maria Magazine, voltada às tiras humorísticas; a revista Quiosque, trazendo um olhar crítico sobre as mídias; e a série Corisco, com histórias em quadrinhos curtas ligadas a um tema ou autor. A partir de 2009 a editora incorporou o título Artlectos e Pós-humanos, de Edgar Franco, outrora publicado pela SM Editora, de José Salles. A revista deixa campo livre para as experimentações do universo particular da obra de Edgar.

Na categoria Revistas incluímos o fanzine Top! Top!, que presta homenagem a Henfil ao utilizar como título a célebre onomatopeia popularizada pela personagem Fradim. De caráter jornalístico, o fanzine apresenta resenhas, textos analíticos, cartas dos leitores e entrevistas com novos autores e quadrinhos, além do resgate da obra dos veteranos; o intercâmbio com produtores e publicações de outros países possibilita o conhecimento de novas expressões dos quadrinhos, a exemplo da obra de artistas portugueses, cubanos e argentinos, já publicados no fanzine.

Com o Mestrado em Comunicação da UFPB, a editora produz a revista acadêmica Culturas Midiáticas, órgão oficial da entidade. Em outubro de 2011 passou a editar a revista Imaginário!, produzida pelo Grupo de Pesquisa em História em Quadrinhos, desse Programa de Pós-Graduação.

Ainda em 2011 a Marca de Fantasia estabeleceu uma parceria com o Labedisco - Laboratório de Estudos do Discurso e do Corpo -, da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, com quem lançou a revista eletrônica O Corpo é Discurso. A revista é produzida pelo coordenador do Labedisco em Vitória da Conquista, BA, professor Nílton Milanez, e tem versão online disponível no site da editora.

Camaradas

A rubrica Camaradas põe em prática um hábito antigo dos editores de fanzines: a troca de publicações. Esta prática foi retomada pela Marca de Fantasia com o propósito de estimular a difusão e venda da produção dos editores independentes, que é disponibilizada para venda no sítio da editora. Isto transforma a Marca de Fantasia numa livraria virtual, concentrando boa parte das obras dos editores independentes num único sítio, facilitando o acesso dos leitores.

Nosso compromisso

A proposta da editora Marca de Fantasia contempla as vertentes mais importantes dos quadrinhos independentes no Brasil, que vêm tendo pouca atenção das editoras comerciais: fanzine – ou revista de conteúdo jornalístico; revista de quadrinhos poéticos, tiras, álbuns de quadrinhos; livros teóricos sobre História em Quadrinhos, Cultura Pop, Comunicação, Linguística e Artes. A preocupação conceitual está na base do projeto editorial da Marca de Fantasia, que desenvolve um trabalho sem fins lucrativos, mas com o objetivo de divulgar e estimular a produção cultural no país.  

Henrique Magalhães - Editor
Outubro de 2017


   Marca de Fantasia - processo editorial

A grande quantidade de títulos do catálogo da Marca de Fantasia segue um cuidadoso e inventivo processo de produção editorial. Foi para socializar a experiência adquirida pela editora independente que publicamos um artigo especial abrindo o "código fonte" de seu modo operacional.
Segue



Marca de Fantasia
Outubro de 2017

  Editor: Henrique Magalhães
  Rua Maria Elizabeth, 87/407 João Pessoa, PB. Brasil. 58045-180
  Tel.: (83) 998.499.672

  
  Pedidos por transferência ou depósito bancário:
  Banco do Brasil.
  Agência 1619-5, Conta 41626-6.
  Envie por e-mail cópia do comprovante de depósito e o endereço para entrega.

  Contato: marcadefantasia@gmail.com
  www.marcadefantasia.com