Editor: Henrique Magalhães
Rua Maria Elizabeth, 87/407
João Pessoa, PB. 58045-180
Brasil
Tel: (83) 998.499.672

Pedidos por transferência ou depósito bancário:
Banco do Brasil
Agência 1619-5
Conta 41626-6.

Envie por e-mail cópia do comprovante de depósito e o endereço para entrega.

Contato
marcadefantasia@gmail.com
www.marcadefantasia.com

Janeiro de 2017

Top! Top! 22 - Klévisson Viana

Top! Top! 22
Klévisson Viana

Editor: Henrique Magalhães
Paraíba: Marca de Fantasia, março 2007. 32p. 14x20cm.
ISSN 1415-8558
Veja preço em Revistas.

A edição 22 do fanzine Top! Top! traz em destaque a obra do cearense Klévisson Viana, autor de cordel e história em quadrinhos que tem conquistado um largo público no meio independente e comercial. Klévisson é também diretor da editora Tupynanquim, trabalho de militância na divulgação da literatura popular, em particular da literatura de cordel.

A obra de Klévisson faz uma ponte entre a produção independente e o meio acadêmico, fomentando estudos na área da folkcomunicação. Seus quadrinhos também merecem o reconhecimento do público e da crítica, tendo sido agraciado com o troféu HQ Mix para o álbum Lampião era o cavalo do tempo atrás da besta da vida. Seu trabalho primoroso graficamente e contextualizado com os costumes nordestinos compara-se aos estudos antropológicos dos modos de vida, representações do imaginário, dos hábitos e utensílios empregados pelo povo. Tudo isso sem perder o caráter dinâmico e fluente das boas histórias em quadrinhos.

Esse álbum, que havia sido lançado de forma independente, fora retomado pela editora Hedra e, finalmente, deverá ser distribuído pelo governo federal em todas as escolas públicas do país. Esse é o coroamento de um trabalho repleto de sensibilidade e coerência, calcado profundamente em nossas raízes culturais.

É para falar desse trabalho e sobre sua agitada agenda de produção e divulgação dos poetas populares por intermédio da editora Tupynanquim que Klévisson nos concedeu a entrevista publicada na atual edição do Top! Top! Como um contador de histórias, Klévisson vai discorrendo sobre a importância da leitura para a formação da consciência crítica do povo e sobre seu papel à frente de uma das mais ricas experiências editoriais do meio independente. Veja mais adiante a entrevista na íntegra.

O Top! Top! traz em complemento à entrevista duas HQ de Klévisson. A primeira, “A divina comédia do cangaço”, ele criou e ilustrou. A segunda, “O mar não tá pra peixe”, publicada originalmente na revista Mirabilia, tem suas ilustrações para o roteiro de Wellington Srbek.

O trabalho de Anita Costa Prado também se destaca na edição do Top! Top! O álbum Katita: tiras sem preconceito, lançado pela editora Marca de Fantasia, ganhou o prêmio HQ Mix de melhor lançamento de 2006 e sua autora, o de melhor roteirista. Anita é outro exemplo de luta pela afirmação dos quadrinhos nacionais, enveredando por um tema ainda tabu em nossa HQ: a homossexualidade feminina. Algumas tiras de Katita ilustram o texto, que devem motivar o leitor a conhecer melhor a personagem.

Completam a edição a seção de resenhas Chamada Geral e a seção de cartas Lero-lero. Os trabalhos mais importantes lançados no meio independente são vistos em textos breves, mas analíticos, de forma a contribuir para o aprimoramento de nossos quadrinhos. Na seção de cartas os leitores tomam a palavra de forma opinativa. Nesta edição o livro Miracleman: um outro mito ariano, de Márcio Salerno, da editora Marca de Fantasia, é enfocado em duas opiniões conflitantes.

H. Magalhães

   Mais Top! Top! pela Marca de Fantasia
Top! Top! 17
Cristovam Tadeu
Entrevista com Cristovam Tadeu. HQ de Tadeu, cartum de Más, artigo de José Valcir.
Top! Top! 18
Gazy Andraus
Artigo de Gazy, HQ e cartuns de Napoleão, Más, Manoel Macedo e Ângelo Pastro.
Top! Top! 19
Henrique Magalhães
Artigo de Iramir sobre os 30 anos de Maria. Entrevista com Sidney Gusman. Cartum de Más.
Top! Top! 20
La Productora
Atigo sobre HQ argentina. HQ e cartuns de Manzano, Napoleão e Más.
Top! Top! 21
Jô Oliveira
Entrevista com Jô Oliveira. Resenha sobre o álbum BioCyberDrama e cartum de Más.