Editor: Henrique Magalhães
Rua Maria Elizabeth, 87/407
João Pessoa, PB. 58045-180
Brasil
Tel: (83) 9.8885.1211

Pedidos por transferência ou depósito bancário:
Banco do Brasil
Agência 1619-5
Conta 41626-6.

Envie por e-mail cópia do comprovante de depósito e o endereço para entrega.

Contato
marcadefantasia@gmail.com
www.marcadefantasia.com

Codinome V: o herói em V de Vingança
Codinome V: o herói em V de Vingança
Victor S. Pinheiro
Série Quiosque, 23
João Pessoa: Marca de Fantasia, 2010. 84p. 12x18cm. R$20,00.
978-85-7999-011-3
.

O universo das histórias em quadrinhos se constitui num amplo mercado editorial, centrado principalmente nos personagens infantis e nos super-heróis, que atingem massivamente a juventude desde o final da década de 1930, quando o fantástico Super-Homem surgiu nas páginas da revista Action Comics, célebre publicação da editora DC Comics.

A criação do ilustrador Joe Shuster e do argumentista Jerry Siegel, que estampou a primeira capa da Action Comics em junho de 1938, inaugurou um gênero de quadrinhos do qual ainda é o mais popular expoente. Como afirma Victor S. Pinheiro, os quase 80 anos de aventuras deste icônico personagem, pioneiro até mesmo na primariedade de seu nome, abriu caminho para o surgimento de uma linhagem de criaturas fantásticas no período que ficou conhecido como a Era de Ouro das HQ.

Para Victor, “o êxito comercial que canonizou o Superman no imaginário coletivo e o transformou num dos maiores símbolos da cultura de massa foi apenas o engatinhar de um gênero que, ao longo das últimas décadas do século XX, sofreu variações estilísticas e conceituais, resultantes de contribuições de artistas que buscavam renovação estética e temática nas HQs de super-heróis”.

No ensaio que apresentou com trabalho de conclusão do Curso de Comunicação Social da UFPB, Victor se debruça no estudo da transformação do gênero super-herói a partir da obra V de Vingança, de Alan Moore e David Lloyd, roteirista e desenhista, respectivamente. Esta famosa série representa uma inequívoca renovação do conceito dos heróis dos quadrinhos, sendo reconhecida como uma obra seminal com forte valor cultural.

H. Magalhães
  Mais livros sobre heróis pela Marca de Fantasia
Miracleman: um outro mito ariano
Márcio Salerno
Análise sobre o personagem baseada nos conceitos de Nietzsche.
Algumas leituras de Príncipe Valente
Edgard Guimarães
Narrativa, humor, censura, lirismo, entre outras abordagens na obra de Hal Foster.
Watchmen e a Teoria do Caos
Gian Danton
Análise sobra a obra clássica em quadrinhos de Alan Moore.
O escudo manchado: um herói em tempo de guerra
Daslei Bandeira
As transformações do Capitão América e sua relação com as guerras.
Das nuvens ao asfalto: construção da realidade em "Alias: codinome investigações"
Marcelo Soares.
Análise sobre a renomada série em quadrinhos.