Editor: Henrique Magalhães
Rua Maria Elizabeth, 87/407
João Pessoa, PB. 58045-180
Brasil
Tel: (83) 8885.1211

Pedidos por transferência ou depósito bancário:
Banco do Brasil
Agência 1619-5
Conta 41626-6.

Envie por e-mail cópia do comprovante de depósito e o endereço para entrega.

Contato
marcadefantasia@gmail.com
www.marcadefantasia.com

 

 

A palavra em ação
A arte de escrever roteiros para histórias em quadrinhos

A palavra em ação: a arte de escrever roteiros para histórias em quadrinhos
Marcelo Marat
Ilustrações: Emanuel Thomaz João Pessoa: Marca de Fantasia, 2006, 3ª ed. 100p. 14x20cm.

ISBN 85-87018-67-1.

Aclamado pelo público, o livro A palavra em ação: a arte de escrever roteiros para histórias em quadrinhos, de Marcelo Marat, chega à terceira edição confirmando o acerto do lançamento dessa obra pioneira e seminal produzida pela Marca de Fantasia. Nela, o autor apresenta o processo criativo da arte sequencial, em particular no que tange a elaboração de roteiros, o que certamente interessa aos novos autores, mas que também pode ser útil aos veteranos nessa arte.

Para o autor, o objetivo do livro é possibilitar um estudo teórico sobre a elaboração de roteiros para histórias em quadrinhos, contribuindo para a formação de novos escritores, bem como promover o desenvolvimento da visão crítica e artística de futuros profissionais e leitores de quadrinhos. Marat parte do princípio de que é necessário contribuir para o aprimoramento dos quadrinhos produzidos no Brasil, e isto diz respeito não só ao artista como também ao público.

O Brasil não só tem memória curta, também investe pouco na educação e formação artística. Muito pouco tem sido feito para o aprimoramento dos quadrinhos no país. Se temos grandes desenhistas com renome internacional, na produção textual há uma enorme defasagem. Salvo alguns estudos acadêmicos, não temos publicações abrangentes sobre o assunto nem cursos que realmente orientem e promovam a criatividade. O mercado fechado aos autores nacionais não possibilita o exercício e amadurecimento de nossos artistas.

Marat não pretende resolver todos esses problemas com seu livro, mas nos oferece uma metodologia de trabalho bastante clara e eficaz. Os exemplos são abundantes em sua obra, que vão da linguagem dos quadrinhos, com seus balões, planos e ângulos até elementos fundamentais como ambientação, trama, argumento, narrativa e elaboração do texto em todas as suas nuances: diálogo, legenda, metalinguagem, gêneros descritivos etc.

O trabalho de Marat não se caracteriza como um guia, no sentido próprio da palavra, não mostra os passos que o roteirista deve seguir. Mas fornece os meios e ferramentas de como se pode fazer um roteiro, dando fundamentação teórica para os voos criativos do autor.

Mesmo sendo o primeiro no país a publicar um livro sobre roteiro para as histórias em quadrinhos, Marat põe a vaidade de lado e afirma que pretende, com a obra, apenas servir como um precursor para trabalhos mais abalizados, com maior peso acadêmico e referências mais amplas e completas, se possível com pontos de vista diferentes. Modéstia de quem sabe que plantou uma pedra fundamental.

H. Magalhães

  Mais estudos sobre quadrinhos pela Marca de Fantasia
O que é História em Quadrinhos Brasileira
Edgard Guimarães (org). Artigos de Marat, Cesar Silva, G. Andraus, Edgar Franco, Edgard Guimarães e H. Magalhães.
O roteiro nas Histórias em Quadrinhos
Gian Danton
As técnicas para a elaboração de roteiro.
Quadrinhos & outros bichos
Wellington Srbek.
Análise sobre os quadrinhos e outras produções da Indústria Cultural.
Calvin & Haroldo: metáfora e crítica à Indústria Cultural
Vítor Nicolau.
Ensaio sobre a metáfora na obra de Bill Watterson.
O cinematográfico, o pós-moderno e o mágico no mundo dos quadrinhos
Márcio Salerno.
Ensaio sobre a obra de Frank Miller, Alan Moore e Grant Morrison.
 INDEX  EDITORIAL  ÁLBUNS  LIVROS  REVISTAS  CAMARADAS